Produção de PHAs especiais (inauguração em meados de 2018) sede operacional

Uma nova sede de produção dedicada exclusivamente à produção de PHAs especiais para nichos mercadológicos avançados e em rápido desenvolvimento sem concorrer com estabelecimentos atacadistas licenciados pela Bio-on spa em todo o mundo para a produção de PHAs com produção de 5.000 tons/ano a 10.000 tons/ano. Este novo estabelecimento, com sede em Castel San Pietro Terme, na Província de Bolonha, Itália, tem uma extensão de 3.700 m² cobertos, 6.000 m² edificáveis e uma extensão total de 30.000 m³. A instalação tem capacidade dedicada à pesquisa e à produção de 1.000 tons/ano, que pode ser rapidamente expandida para 2.000 tons/ano. A instalação é dotada das tecnologias mais modernas e dos laboratórios mais avançados de pesquisa e desenvolvimento. São testadas continuamente novas fontes de carbono de refugos agrícolas para a produção de biopolímeros para aumentar a gama de tecnologias oferecidas pela Bio-on.
Bio-on Plants SRL
Via Legnana 1900
Castel San Pietro Terme località Gaiana Bologna Itália
Para qualquer informação: info@bio-on.it
Bio-On Plants SRL
Bio-On Plants SRL
Hoje a tecnologia Bio-on foi adaptada aos seguintes produtos:
-beterraba açucareira
-cana de açúcar
-glicerol de biodiesel
-batatas
-gordura animal
-frutas
-verduras
-madeira
-lixo doméstico úmido
-refugo da produção vinícola
Logotipo da Bio-on Plants
A Bio-on Plants é uma nova realidade criada pela Bio-on para satisfazer o número sempre maior de pedidos na produção de PHAs (polihidroxialcanoatos) para uso especial. A Bio-on plants é uma unidade exclusivamente produtiva para o estudo e a fabricação de PHAs através de fermentação bacteriana e utilizando as tecnologias criadas pela Bio-on spa e licenciadas em todo o mundo. A missão é criar novas produções de biopolímeros especiais e, ao mesmo tempo, oferecer uma nova gama de produtos que podem ser licenciados em todas as partes do mundo. A Bio-on plants produz os MINERV PHAs nas várias modalidades inventadas e viabilizadas pelos técnicos da Bio-on S.p.A.
O logotipo Bio-on plants e todos os direitos dele derivados são de propriedade da Bio-on spa.
Bio-On Plants SRL
bio-on plants logotype
Bio-on Plants SRL
Via Legnana 1900
Castel San Pietro Terme località Gaiana Bologna Itália
Para qualquer informação: info@bio-on.it
Logotipo do Minerv PHAs
MINERV é o logotipo de propriedade da Bio-on spa para a produção genérica de polihidroxialcanoato, ou PHAs, um poliéster linear produzido de modo natural por uma fermentação bacteriana do açúcar. Mais de 100 monômeros diferentes podem ser unidos por essa família para produzir materiais com propriedades extremamente diferentes. Podem ser criados materiais termoplásticas elastoméricos, com ponto de fusão que varia de 40°C a mais de 180°C. O MINERV-PHA é uma biopolímero PHA com alto desempenho. O MINERV-PHA tem ótimas propriedades térmicas. Através da caracterização é possível satisfazer a exigências produtivas de -10 °C a +180 °C. O produto é especialmente indicado para a produção de objetos através de métodos de produção a injeção ou extrusão. Além disso, substitui produtos altamente poluentes como PET, PP, PE, HDPE, LDPE.
O logotipo MINERV e todos os direitos dele derivados são de propriedade da Bio-on spa.
MINERV
minerv logotype
Mercados de referência para a produção direta - Bio-on Plants
A Bio-on plants oferece uma vasta gama de produtos utilizáveis no setor cosmético e bio-medicinal. As características dos produtos utilizados hoje nessas áreas e derivados do petróleo são substituíveis pelos PHAs da família MINERV. As condições específicas projetadas na produção permitem:
a utilização imediata para a substituição das microbeads (micropartículas de plástico) no setor de cosméticos.
MINERV BIO COSMETICS
Informações gerais
Existem várias associações ativas em várias partes do mundo. As associações são organizadas especialmente para comunicar constantemente o problema da utilização dos polímeros em vários produtos de beleza (cosméticos). Desde 2013 vêm denunciando com veemência o problema da poluição marinha causada por alguns produtos cosméticos e para cuidados com o corpo, especialmente os esfoliantes para a pele. Essa categoria de produtos se tornou a principal de uma série de produtos também de uso mais difundido (como shampoos, cremes, maquilagens e tantos outros) e incluída na lei recente proposta nos Estados Unidos e aceita por diversos estados daquele país.
A publicação oficial dessa nova lei americana, que de fato impede o uso de polímeros derivados de petróleo nos produtos para cuidados com o corpo e especialmente a categoria definida como "esfoliantes" por parte da administração Obama (presidente dos Estados Unidos), gera uma oportunidade enorme para os produtos básicos criados pela Bio-on (PHAs, polihidroxialcanoatos), além de aplicações específicas como é o caso da nova patente para o setor dos produtos de beleza denominada minerv pha bio cosmetics type C1.
A decisão dos Estados Unidos contrária aos plásticos que, com dimensões nano e micrométricas formam as microbeads poluentes, se dirigiu exclusivamente contra os polímeros "clássicos" que normalmente são utilizados nos cosméticos como citado textualmente: polyethylene (PE), polymethyl methacrylate (PMMA), nylon, polyethylene terephthalate (PET) and polypropylene (PP). Os polímeros derivados do petróleo não compostáveis no ambiente que com certeza não apenas poluem por causa da sua presença, mas aumentam a poluição com a sua permanência extremamente longa nas águas e no solo. A substituição desses polímeros derivados do petróleo por polímeros de fontes biológicas ou até mesmo biopolímeros não altera o problema da poluição ambiental e, especialmente, das águas. Acreditamos que a única opção capaz de produzir uma verdadeira mudança seja almejar não tanto um genérico Plastic Free Seas, mas antes um Microbeads Free Seas, o que se pode obter com facilidade utilizando polímeros que possam de fato ser completamente atacados pelas bactérias em períodos breves e, portanto, incapazes de formar Microbeads. Por causa desse problema, os tempos desse processo de biodegradação e os metabólitos que se formam como consequência dessa degradação são importantes. A Minerv bio cosmetics garante tempos curtos de permanência do PHA nas águas e solos e que os derivados da agressão bacteriana sejam produtos biocompatíveis, também úteis ao ambiente como nutrição dos microrganismos (contribuição positiva para o ambiente). A Bio-on tem a oportunidade única de propor ao mundo dos cosméticos a salvação do ambiente sem diminuição das características e a eficiência dos próprios produtos utilizando os PHAs de origem biológica não acumulável no ambiente porque são degradáveis por ação das bactérias em moléculas e metabólitos cuja presença no ambiente não apenas NÃO é tóxica nem nociva, mas, em certos aspectos, necessária para a alimentação de processos biológicos específicos, crescimento de vegetais, micro-organismos e insetos.
MINERV BIO COSMETICS
O Minerv PHA para a cosmética
Desde 2007, o Bio-on é uma realidade dedicada à criação de um futuro mais sustentável para o setor dos materiais plásticos, com um know how exclusivo com relação à produção de PHAs (polihidroxialcanoatos), considerados os melhores biopolímeros pelas pessoas que veem o futuro de modo consciente. Os PHAs são materiais plásticos obtidos integralmente de fontes vegetais renováveis de refugo sem qualquer conflito com as cadeias de abastecimento alimentar e são 100% biodegradáveis em condições ambientais variadas, sem deixar resíduos em consequência de sua biodegradação.
A Bio-on projetou e patenteou o primeiro plástico de PHA do mundo de base completamente biológica (certificado desde 2014 pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos - USDA) e 100% biodegradável (certificado desde 2008 pela Vinçotte) sem o uso de solventes químicos. Este produto excepcional é obtido através da fermentação natural de bactérias alimentadas por subprodutos da agricultura (e não de alimentos para uso humano). Os polímeros da Bio-on têm propriedades extraordinárias que se adaptam aos métodos de injeção e de extrusão atualmente em uso na indústria do plástico e podem cobrir uma vasta gama de aplicações estratégicas: biomédicas, embalagem, design, vestuário, automotivas e muitas outras.
MINERV PHA
Minerv PHAs bio cosmetics (type C1)
Trata-se de novos complexos biocompatíveis que compreendem um polihidroxialcanoato (PHA) e um composto inorgânico biomimético, os quais podem ser utilizados com vantagem para a formulação de produtos cosméticos e para os cuidados pessoais. O complexo pode executar as funções não apenas de componente polimérico biodegradável que permanece longamente na superfície das queratinas cutâneas e dos cabelos, mesmo depois de enxágues prolongados, mas também como veículo inovador e distribuidor de princípios ativos específicos, cuja bioatividade é prolongada depois de cada aplicação.
O minerv bio cosmetics (type C1) reúne em si próprio o respeito pelo ambiente e pela saúde humana.
Obtido de fontes de carbono derivadas da agricultura, não deriva de produtos de extração petrolífera, mas sim do CO2 atmosférico capturado pelos cultivos vegetais dos quais derivam.
É totalmente biodegradável como nenhum outro biopolímero e respeita o ambiente.
Os PHAs são moléculas presentes também no corpo humano, biocompatíveis e absorvidas naturalmente uma vez concluída a sua ação. Produtos como batom, brilho para os lábios, rímel, delineador para os olhos, esmalte e shampoo, que são utilizados no dia a dia, contêm polímeros de origem plástica, especialmente na forma de microesferas ou micropartículas.
Até hoje, todos os polímeros plásticos utilizados no mundo da cosmética são obtidos geralmente de fósseis, petróleo e hidrocarbonetos.
Como consequência, também essa utilização, aparentemente limitada, mas imensa se pensarmos na escala da população mundial, inclui a extração de petróleo, o aumento do efeito estufa, a dispersão no ambiente de materiais não biodegradáveis.
Esse plástico derivado de petróleo não biodegradável entra no ciclo natural do plâncton nos rios e mares. O plâncton pode engolir as micropartículas, introduzindo-as na cadeia alimentar.
Todos esses impactos ambientais desaparecem com o MINERV PHA. Como as micropartículas no PHAs são biodegradáveis, elas não se acumulam no ambiente. Além disso, o que entra em contato com a pele, lábios, cabelos e mucosas é um material biocompatível e naturalmente bio-absorvível.
Outro aspecto de importância fundamental: A Bio-on descobriu que o minerv bio cosmetics type C1 tem a capacidade de ligar moléculas ativas, anti-oxidantes como a coenzima Q10, vitaminas, proteínas, princípios ativos em geral, transportando-os naturalmente para as partes do corpo que geralmente são atingidas pelos produtos cosméticos. Depois de ter localizado o princípio ativo onde deve agir, o MINERV-PHA é naturalmente lavado ou absorvido sem deixar rastros.
Micorbeads  Video Micorbeads
US Law
Áreas de desenvolvimento e produção para o mundo da cosmética
A MinervPHA Bio Cosmetics é a nova gama de produtos intermediários para cosméticos concebida para criar beads adaptados a todos os usos no respectivo setor.
A gama de produtos é dividida em três macrofamílias:
SCRUB
Representam a alternativa natural às beads de polietileno (PE).
Disponíveis em dimensões variadas que vão desde 100 até 800 mícrons, adaptam-se a todas as exigências de esfoliação soft, mild, hard e podem ser utilizados em todas as aplicações: esfoliante para o corpo, rosto, detergentes, pastas de dentes, etc.
Fáceis para processar e estabilizar, representam uma solução versátil para todos os tipos de formulação (emulsões água/óleo, emulsões óleo/água, géis, etc.)
TEXTURING
Pós ultrafinos (micropowder) altamente esféricos disponíveis em granulometrias diferentes de 5 a 20 mícrons, concebidos especificamente para a texturização, ou seja, para modificar a experiência sensorial e tátil dos produtos cosméticos:
Com a sua inserção em formulações, eles contribuem para melhorar:
  • a sensação inicial
  • a facilidade de aplicação
  • a sensação de pós-aplicação
Com as suas características peculiares, modificam a estrutura do creme, variando a adesividade e dando uma "sensação de elegância".
Os pós ultrafinos da linha MinervPHA Bio Cosmetics são hidrofóbicos, portanto não absorvem a umidade da pele e são altamente lipofílicos, marcados por capacidades excepcionais de absorção de óleos e de absorção do sebo.
Essa última característica também dá à pele mais gordurosa um efeito natural opaco ("matte look"). As características ópticas ("optical effect") dos pós ultrafinos MinervPHA Bio Cosmetics não terminam aqui, pois têm ainda um elevado fator de Soft Focus, ou seja, a capacidade de aplainar as rugas e os sulcos cutâneos para dar mais viço à pele do rosto.
ACTIVE INGREDIENTS
Esta linha de produtos baseada nos pós ultrafinos para texturização, graças a uma tecnologia patenteada, reúne uma ampla gama de princípios ativos (filtros UV, anti-envelhecimento, bactericida, anticelulite, tonificante, etc.)
Os ingredientes instáveis e facilmente suscetíveis à degradação química graças à proteção oferecida pela concha em invólucros biodegradáveis evidenciam, com relação à formulação clássica, maior eficácia, estabilidade e capacidade de processamento.
A estrutura polimérica garante também uma liberação mais controlada e duradoura.
MinervPHA Bio Cosmetics
Advanced research and production team minerv PHA bio cosmetics
O processo industrial criado pela Bio-on tem características únicas no panorama tecnológico da produção e comercialização dos biopolímeros. Nosso processo nos permite atingir uma "naturalidade" sem igual, sem utilizar solventes orgânicos e sem recorrer à modificação genética de bactérias e plantas. Esses aspectos permitem utilizar com sucesso o PHAs obtido com o processo Bio-on em variadas aplicações alimentares e diretamente ligadas aos seres vivos, tanto intracorpóreas como extracorpóreas. Para isso já desenvolvemos com sucesso scaffolds para a produção de ossos e tecidos arteriais. Todos esses são produtos que ampliam o portfólio da Bio-on. A nova linha de produtos minerv bio cosmetics agora está disponível para finalizar o seu uso em diversas aplicações cosméticas. Nossa equipe de pesquisa e desenvolvimento criou um programa intensivo de desenvolvimento de produtos para 2016-2020 também graças à substituição das partículas de polímeros atualmente utilizadas, em cremes dentais, shampoos, esfoliantes (aqueles já citados na lei americana), maquilagens para o rosto, bronzeadores e protetores, além de muitos outros produtos cosméticos.
A Bio-on está disposta a colaborar com outros centros de pesquisa privados para desenvolver novas aplicações verticais de minerv bio cosmetics type C1.
Nossos produtos, baseados em um polímero obtido por fermentação 100% natural e totalmente biodegradável em tempo breve (principalmente em partículas pequenas) na água e no solo, representa hoje o produto mais avançado no mundo para substituir com excelência o plástico utilizado em todos os produtos de beleza sem nenhuma limitação legal.
Link de vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=uAiIGd_JqZc
https://www.youtube.com/watch?v=mGzIz9Ld-sE
https://www.youtube.com/watch?v=pfq000AF1i8
Link dos EUA
http://www.fda.gov/Cosmetics/GuidanceRegulation/LawsRegulations/ucm2005209.htm
https://www.congress.gov/bill/114th-congress/house-bill/1321/text
Link da UE
http://eur-lex.europa.eu/legal-content/IT/TXT/?uri=URISERV%3Aco0013
http://ec.europa.eu/growth/sectors/cosmetics/legislation/index_en.htm
Advanced research and production team minerv PHA bio cosmetics
Advanced research and production team minerv PHA bio cosmetics
MINERV BIOMEDS
O uso das nanotecnologias e o plástico biológico para diagnosticar e debelar os tumores
Os pesquisadores da Bio-on estão na batalha.
Pela primeira vez é possível utilizar o bioplástico para o diagnóstico e cura dos tumores graças à primeira patente depositada pela Bio-on no campo da nanomedicina, especialmente na área do nanodiagnóstico (nano-imagens). Os pesquisadores da Bio-on utilizam a nanotecnologia para criar o minerv BIOMEDS, que são cápsulas revolucionárias e inovadoras de bioplástico PHAs (polihidroxialcanoato) que podem conter ao mesmo tempo dois agentes de contraste: nanopartículas magnéticas e nanocilindros de ouro. Estes dois elementos permitem visualizar regiões doentes do, por exemplo uma massa tumoral utilizando respectivamente a técnica tradicional da ressonância magnética nuclear e a mais inovadora técnica da fotoacústica*.
"O uso do bioplástico PHA oferece uma grande vantagem porque é seguro para a saúde do paciente e não tem efeitos colaterais. Produtos seguros para o ambiente e a saúde humana, também, e acima de tudo, para aplicações biomédicas. Os bioplásticos da Bio-on satisfazem perfeitamente esses requisitos e abrem campos muito importantes e inexplorados para aplicações de nanotecnologias na medicina, um setor que cresce exponencialmente".
Além da função diagnóstica existe uma segunda função terapêutica, uma vez que é possível inserir medicamentos nas nanocápsulas, por exemplo, para a quimioterapia. Portanto, as nanocápsulas minerv BIOMEDS serão utilizadas no futuro em terapias anticâncer direcionadas e seletivas. A combinação da abordagem terapêutica com a diagnóstica levou à fusão dos dois termos para cunhar a chamada abordagem teranóstica.
"Essa versatilidade torna as nanocápsulas multifuncionais um sistema dual que permitirá aplicações teranósticas clínicas em oncologia e no campo dos distúrbios neurodegenerativos, permitindo que os médicos trabalhem de modo seguro com os pacientes".
Os bioplásticos PHAs desenvolvidos pela Bio-on, são obtidos de fontes vegetais renováveis, sem nenhuma competição com a produção de alimentos, são completamente ecossustentáveis e 100% biodegradáveis na natureza. As pesquisas e a patente requerida pela Bio-on demonstram que podem ser utilizados com sucesso também no campo da nanomedicina exatamente porque são materiais biocompatíveis e seguros para a saúde humana.
O mercado global dos dispositivos de contraste é dominado por quatro empresas multinacionais que, em 2015, geraram receitas totais de 4,3 bilhões de dólares. Segundo as estimativas mais recentes, esse número deve atingir seis milhões de dólares, com um crescimento de 39,5% nos próximos cinco anos.
APLICAÇÕES
Através da síntese de sistemas híbridos inorgânicos-orgânicos, a Bio-on entra no campo das aplicações biomédicas e farmacêuticas através de abordagens teranósticas, palavra que deriva da fusão dos termos terapia e diagnóstico.
As nanocápsulas inovadoras minervBiomeds têm um diâmetro de 80 a 100 nanômetros e são feitas de polihidroxialcanoatos.
As aplicações terapêuticas em oncologia são a liberação controlada e direcionada de medicamentos anticâncer.
Graças às características de biocompatibilidade e à possibilidade de direcionar as nanocápsulas, o produto minerv-Biomeds pode ser transportado seletivamente para a zona afetada que deve ser curada, liberando o medicamente onde é necessário e eliminando os efeitos colaterais nas células saudáveis.
As nanocápsulas minervBiomeds também podem conter nanopartículas metálicas biocompatíveis menores (20 a 30 nanômetros) para aplicações em diagnósticos (imaging).
Essas nanopartículas metálicas podem ter formato esférico e cilíndrico e são, respectivamente, nanopartículas de oxido de ferro com propriedades magnéticas e nanocilindros de ouro com propriedades plasmônicas.
Com as nanopartículas magnéticas podemos fazer ressonância magnética nuclear usando um produto seguro para a saúde humana e visualizar as zonas doentes de modo eficaz.
Com os nanocilindros de ouro plasmônicos, a inovadora técnica da fotoacústica permitirá sempre obter imagens de alta resolução das zonas doentes, com grande sensibilidade, em comparação às técnicas convencionais.
A fotoacústica é uma técnica inovadora, revolucionária e não invasiva que permite obter imagens com altíssima resolução das regiões doentes do corpo. É muito precisa e muito segura porque não utiliza radiações ionizantes.
Laboratórios de pesquisa avançados e exclusivos
No interior da Bio-on plants estão situados os laboratórios da Bio-on spa. Esses laboratórios são um ambiente de pesquisa extremamente avançada
para o desenvolvimento da tecnologia fermentativa e para o desenvolvimento da utilização dos PHAs nos setores mais avançados.
COSMÉTICA - TERANÓSTICA
Dotados de capelas de exaustão para separações químicas com bancadas de trabalho no dotadas de/sob capelas de exaustão. Laboratórios dotados de vidraria para reações, separações e preparações de amostras para análises químicas.
Os laboratórios dispõem também de instrumentações para misturas, processos por batelada (descontínuos) ou contínuos, estufas, centrífugas, instrumentos para análise de estrutura química, pesos moleculares, além de outros. Especialmente útil para o campo cosmético é a parte da biologia celular que compreende capelas de exaustão de fluxo lamelar e capelas de exaustão estéreis de bancada com lâmpada ultravioleta.
LABORATÓRIOS MICROBIOLÓGICOS
Os laboratórios microbiológicos são dotados da melhor instrumentação que permite executar com perfeição o seguinte:
-melhoramento dos clones celulares;
-fornecer à instalação de produção os inóculos assépticos na fase fisiológica correta;
-estudo dos vários tipos de matérias primas testadas para a produção de PHA.
É dedicada uma atenção especial à assepsia das preparações celulares.
LABORATÓRIOS DE ANÁLISE
Os laboratórios de análise executam diversas funções:
-controle da natureza das matérias primas;
-apoio à gestão do processo de fermentação;
-determinação do rendimento da produção.
Minerv Biomeds
Minerv Biomeds
Minerv Biomeds
Minerv Biomeds
Minerv Biomeds
Instalações e fermentação e recuperação
as melhores tecnologias associadas aos processos de fermentação são implementadas em fermentadores de diversas dimensões de diversas escalas:
-laboratório
-piloto
-industriais para produtos especiais em 2018.
as partes mecânicas e eletrônicas são submetidas a um processo constante de melhoria que segue a respectiva evolução tecnológica.
é dedicada atenção especial aos sistemas de levantamento dos dados da fermentação e aos sistemas de gestão dos parâmetros do processo.
Pesquisa e desenvolvimento de PHAs
Produção de PHA a partir de gás carbônico
A Bio-on está estudando o processo de produção de PHA a partir de CO2.
O microrganismo Cupravidus necator tem a capacidade metabólica de acumular PHA metabolizando CO2 e convertendo em PHA, com um processo autotrófico. Também o processo heterotrófico a partir de subprodutos da agricultura praticamente deriva do CO2, captado pelas culturas através do processo de fotossíntese clorofilada e transformada em carboidratos e lipídios nos vegetais.
Os açúcares e lipídios durante a fase de transformação industrial vão depois para os subprodutos de transformação, como melaço e glicerídeos não refinados, uma fonte de carbono excelente para os processos de fermentação.
O processo que implica a transformação do CO2 é parte de uma nova área científica e tecnológica para a captação do CO2 diretamente do ar, com uma vantagem dupla:
utilização de uma fonte de carbono a custo zero
redução do CO2 no ar, contribuindo para a redução do efeito estufa.
Na fase de desenvolvimento contínuo é a seleção e a melhoria do microrganismo apto para a síntese.
Uma fase avançada de engenharia está definindo as características de fermentadores adequados a esta tecnologia, de nova geração.
A captação do ar e a baixa solubilidade do CO2 na água são, no momento, o principal obstáculo que deve ser superado para a aplicação industrial desta nova área técnico-científica.
As fases de pesquisa e desenvolvimento estão avançando em três áreas:
microbiologia,
processos,
engenharia,
levando em consideração a necessidade de uma aplicação sólida e em escala industrial que está em fase de realização.
Produção de PHAs especiais "SOB MEDIDA"
A Bio-on executa graus de caracterização a pedido.
Os nossos laboratórios selecionam um produto plástico conhecido, usado como referência, para caracteriza na base da tecnologia Bio-on útil para produzir PHAs a partir de subprodutos da beterraba açucareira, cana de açúcar ou ainda outros produtos agrícolas.
Lista das macrofamílias de produtos* conhecidos com caraterísticas técnicas que podem ser reproduzidas pelos PHAs:
- Low density polyethylene (LDPE)
- High density polyethylene (HDPE)
- Polypropylene (PP)
- Polyvinylchloride (PVC)
- Polystyrene (PS)
- Polyetilene (PE)
- Polietileno tereftalato (PET)
- PMMA
(*) identificado o PHAs correspondente à macro família (p. ex: PP polipropileno), passa-se à caracterização e à individualização do único grau que resume um escopo de uso posterior muito preciso pelas características mecânicas, físicas e térmicas.
Para qualquer informação técnica, entre em contato conosco: info@bio-on.it
Bio-on impianti
Bio-on impianti
Produção de PHAs "basic" - dados essenciais
A tecnologia para a produção de Minerv-PHATM é constituída por subprocessos sucessivos que permitem transformar as fontes de carbono contidas em co-produtos da agricultura em polihidroxialcanoatos (PHA), moléculas que têm propriedades que lhes permitem substituir em nível comercial muitos plásticos obtidos de fósseis, tendo ainda uma diferença especial com relação àqueles: a biodegrabilidade.
Os polihidroxialcanoatos (PHA) são biodegradáveis em fase de compostagem, como outros bioplásticos, mas também em águas livres, algo totalmente peculiar, graças à atividade metabólica dos microrganismos naturalmente presentes no ambiente.
A tecnologia Bio-on foi concebida de modo a respeitar e valorizar as características ecológicas e biológicas dos polihidroxialcanoatos (PHA).
São dois os principais produtos:
PHB, poly-hydroxy-butirate, poli-hidróxi-butirato
PHBVV, poly-hydroxy-butirate-valerate-valerate, poli-hidróxi-butirato-valerato-valerato.
Os dois principais produtos têm características substancialmente diferentes que permitem substituir os plásticos tradicionais de origem fóssil, não biodegradáveis, de vários tipos.
O PHBVV é, na realidade, um grupo de moléculas em que a flexibilidade pode ser adaptada em função das necessidades de aplicação.
Os subprocessos são os seguintes:
a) fermentação ou up-stream-phase,
b) recuperação e purificação, ou down-stream-phase.
a) Fermentação
O processo de fermentação se baseia na capacidade de uma bactéria da espécie Ralstonia eutropha de metabolizar as fontes de carbono de modo a convertê-las em polihidroxialcanoatos (PHA).
As fontes de carbono utilizadas podem ter várias origens, por exemplo:
subprodutos da indústria de bebidas
subprodutos da indústria da cana
glicerol, também não refinado, das fases de produção do biodiesel
óleos e gorduras de várias origens.
Uma primeira fase de crescimento favorece o aumento da biomassa bacteriana, ou seja, o número de células presentes, com o seguinte objetivo:
- fornecemos todos os elementos nutritivos necessários para que o microrganismo possa se proliferar no menor tempo possível;
- regulamos os parâmetros do processo (pH, temperatura e pressão) de modo que o ambiente seja o ideal para o crescimento rápido;
- temos mais fases vegetativas em fermentador em série, que tem o objetivo de desvincular a parte produtiva dos tempos ociosos de crescimento de biomassa.
O microrganismo utilizado é totalmente isento de patogenicidade, portanto não existe nenhum perigo para os operadores ou habitantes dos arredores do local de produção.
Os objetivos essenciais do processo de fermentação são:
-obter um alto índice de conversão do substrato em polihidroxialcanoatos (PHA);
-obter um alto índice de produção de polihidroxialcanoatos (PHA) por unidade de tempo.
Como indicado anteriormente, existem fases produtivas que, do ponto de vista do tempo, não têm influência na produção horária porque ocorrem em uma fase paralela à fase de produção fermentativa propriamente dita. Essas fases auxiliares são:
- crescimento do microrganismo nas fases vegetativas, em balão de Erlenmeyer e fermentador;
- tratamento esterilizando do coproduto que contém a fonte de carbono;
- preparação das soluções de nutrientes que integram o metabolismo bacteriano.
No fim do processo de fermentação, a descarga do caldo rico em polihidroxialcanoatos (PHA) ocorre com rapidez de modo a desvincular todas as fases sucessivas do fermentador, que volta rapidamente à fase de lavagem, preparação e esterilização para o inóculo sucessivo, já previamente preparado.
b) Recuperação e purificação
Em síntese, a fase de recuperação tem o objetivo de extrair a molécula de interesse da mistura total representada pelo caldo fermentado, até um produto grosseiro com alta pureza, refinado até um nível de comercialização na fase de purificação.
No fim do processo o microrganismo tem uma biomassa com até 80% de polihidroxialcanoatos (PHA), contidos dentro da parede celular, portanto a fase de purificação da tecnologia Bio-on faz parte do grupo de processo em que a extração comporta a destruição da célula. Os 20% da biomassa são compostos de proteínas, membranas plasmáticas, conteúdo citoplasmático em geral, tratável com processos de depuração padrão.
A prerrogativa da tecnologia Bio-on, capaz primeiro lugar de manter o caráter ecológico, e em segundo lugar de garantir a origem biológica do carbono contido e utilizado no processo, é a de não utilizar solventes que usualmente são orgânicos, como clorofórmio e acetona, e que têm um impacto ambiental considerável e que representam um alto custo no processo produtivo.
Bio-on basic
Bio-on basic
Bio-on basic
Bio-on basic
Bio-on info@bio-on.it @BioOnBioplasticP.I. 02740251208